academia apostas

academia apostas – cxne39.com Atualizado diariamente com notícias brasileiras, notícias esportivas, informações sobre cassinos, jogos de azar e dicas para ganhar dinheiro

apostas

mundo


Descrição de chapéu Guerra da Ucrânia Ataque da Rússia atinge 'Castelo do Harry Potter' na Ucrânia e mata ao menos 5 Bombardeio em construção emblemática que abriga academia de direito deixou 32 feridos, incluindo uma criança
  • benefício do assinante

    Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.

    benefício do assinante

    Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.

    Já é assinante? Faça seu login ASSINE A FOLHA

    • Copiar link
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

30.abr.2024 às 9h10 Atualizado: 30.abr.2024 às 19h40

  • Ouvir o texto

Odessa (Ucrânia) | Reuters

Um ataque de míssil da Rússia em Odessa, na Ucrânia, atingiu na segunda-feira (29) uma popular construção em estilo gótico conhecida localmente como “Castelo do Harry Potter”, matando pelo menos cinco pessoas e ferindo 32, segundo autoridades locais.

Além de quatro mortos no momento do ataque, uma pessoa sofreu um derrame devido ao bombardeio, segundo Oleh Kiper, governador da região de Odessa, onde fica a cidade homônima. Em um comunicado no aplicativo de mensagens Telegram, o político disse ainda que oito dos feridos estavam em estado grave, incluindo uma criança.

Kiper relatou ainda um ataque a míssil no porto de Odessa nas primeiras horas desta quarta (1º), no horário local, que matou três pessoas.

Nesta terça (30), 23 pessoas continuavam no hospital, segundo o site Kyiv Independent. Imagens da agência de notícias Reuters mostram o telhado do prédio praticamente destruído após o ataque.

O “Castelo do Harry Potter”, como a construção é chamada na cidade devido à semelhança com o cenário dos filmes da saga escrita por J.K. Rowling, é uma casa de recepção da Academia Nacional de Direito de Odessa. Extraoficialmente, porém, o prédio é considerado propriedade e moradia do reitor da universidade, Serhii Kivalov, segundo uma reportagem de 2015 da Deutsche Welle.

Lá fora

Receba no seu email uma seleção semanal com o que de mais importante aconteceu no mundo

Carregando…

Segundo a emissora pública Suspilne, Kivalov estava entre os feridos. Em 2004, ele foi chefe da comissão eleitoral que declarou o político pró-Rússia Viktor Ianukovich presidente da Ucrânia. A votação seria anulada pela Suprema Corte do país após a onda de protestos conhecida como Revolução Laranja, que alegava fraude no pleito que o levou ao poder.

Ianukovich chegou à Presidência apenas em 2010, mas foi deposto quatro anos depois, quando manifestações que foram chamadas de Euromaidan derrubaram o político após sua aproximação com Moscou.

“Monstros. Bestas. Selvagens. Escória. Não sei mais o que dizer”, disse o prefeito da cidade banhada pelo mar Negro, Hennadii Trukhanov, em um vídeo publicado no Telegram. “As pessoas vão passear à beira-mar, e [os russos] estão atirando e matando”, afirmou.

Uma estudante que se identificou pelo primeiro nome, Maria, disse que o incêndio foi causado quando o míssil foi interceptado. “Um míssil foi derrubado diante dos meus olhos, bem na minha frente. Minhas portas quebraram e o vidro tremeu”, disse ela à Reuters, apontando para o prédio em chamas. “Antes, queríamos descer para passear, mas graças a Deus não estávamos lá quando aconteceu.”

O porta-voz da Marinha ucraniana, Dmitro Pletentchuk, afirmou que o ataque foi realizado por um míssil balístico Iskander-M com uma ogiva de fragmentação. Odessa tem sido alvo frequente de ataques de mísseis e drones russos, especialmente em infraestruturas portuárias.

ic_save

ic_share

Leia Mais Ícone fechar

Voltar

Voltar

Voltar

Compartilhe

A cerca de 570 quilômetros dali, em Kharkiv, bombas russas mataram pelo menos uma pessoa e danificaram uma ferrovia nesta terça, segundo autoridades locais. De acordo com o governador regional, Oleh Sinehubov, dois distritos da cidade foram atacados e ao menos nove pessoas ficaram feridas. Edifícios administrativos e civis, além de alguns carros, também foram atingidos. A vítima, que estava na casa dos 20 anos, era um funcionário da empresa estatal de ferrovias.

Assim como outros locais no leste da Ucrânia, Kharkiv, que fica a cerca de 30 quilômetros da fronteira com a Rússia, tem sido alvo de ataques de Moscou há muito tempo. Nos últimos meses, porém, a ofensiva se intensificou, especialmente contra a infraestrutura civil e energética.

Nesta terça, por exemplo, a Rússia tentava interromper as entregas de armas dos Estados Unidos com o ataque, segundo afirmou à agência de notícias Reuters um membro do setor de inteligência de Kiev. O ministro da Defesa da Rússia já havia dito que Moscou aumentaria ataques a centros logísticos.

O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, citou ambos os ataques em uma publicação na rede social X e prestou condolências aos familiares das vítimas.

“Os ataques regulares de mísseis da Rússia, bem como os esforços da força ocupante para destruir o maior número possível de posições ucranianas, podem ser interrompidos”, afirmou o político. “Para isso, as Forças Armadas ucranianas devem ser apoiadas por um apoio suficiente dos parceiros”, continuou, antes de pedir a seus aliados por mísseis de defesa Patriot e obuses de 155 mm.

  • benefício do assinante

    Você tem 7 acessos por dia para dar de presente. Qualquer pessoa que não é assinante poderá ler.

    benefício do assinante

    Assinantes podem liberar 7 acessos por dia para conteúdos da Folha.

    Já é assinante? Faça seu login ASSINE A FOLHA

    • Copiar link
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

  • harry potter
  • Kiev
  • Moscou
  • Rússia
  • Ucrânia
  • Vladimir Putin
  • Volodimir Zelenski

sua assinatura pode valer ainda mais

Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha?Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui).Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia.A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!

sua assinatura vale muito

Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 200 colunistas e blogueiros. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE POR R$ 1,90 NO 1º MÊS

  • Envie sua notícia
  • Erramos?

Endereço da página

  • https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2024/04/ataque-da-russia-atinge-castelo-do-harry-potter-na-ucrania-e-mata-ao-menos-5.shtml
Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Termos e condições Todos os comentários Comente Comentar é exclusividade para assinantes.
Assine a Folha por R$ 1,90 no 1º mês
Compartilhar

  • Facebook
  • Twitter

Responda Denuncie